© 2017 por Instituto Isol -  Orgulhosamente criado por Mural Ideias

  • Facebook Social Icon
  • Instituto Sol

II CONGREPICS: Instituto Sol apresenta plataforma de Saúde Integrativa

Atualizado: 9 de Dez de 2019

Nos dias 14 a 17 de novembro ocorreu em Lagarto (SE) o II Congresso Nacional de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (CongrePICS) e o IV Encontro Nordestino de PICS (PICS NE), tendo como tema “Práticas Integrativas e Complementares em Saúde: Evidências para um Cuidado Solidário e Integral no SUS”. O evento contou com uma ampla programação (incluindo conferências, mesas redondas, apresentação de trabalhos científicos, tenda de cuidados e espaço cultural) e abordou assuntos fundamentais tais como contribuição das PICS no SUS, evidências científicas em PICS, disseminação dos saberes tradicionais brasileiros, espiritualidade e saúde, dentre outros.


O congresso reuniu os principais atores no âmbito das PICS, proporcionando um debate propositivo à luz de um novo paradigma de saúde no qual as práticas integrativas e saberes tradicionais exercem um papel fundamental na saúde do indivíduo e da comunidade.



Lara Vieira, presidente do Instituto Sol, foi convidada para participar da mesa redonda sobre "Gestão e Informação em PICS nos municípios", onde expôs sobre a “Sistematização Metodológica do Núcleo de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde do Município de Alto Paraíso de Goiás”.


Lara expôs sobre a Plataforma de Inovação em Saúde Integrativa no âmbito da Atenção Primária, metodologia desenvolvida pelos Instituto Sol e Instituto Espinhaço, tendo como exemplo de modelagem o projeto implementado no SUS do Município de Alto Paraíso de Goiás, por meio do Núcleo de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (NUPICS), desenvolvido por meio de parcerias entre os Instituto Sol, Instituto Espinhaço, Associação dos Terapeutas de Alto Paraíso de Goiás e Prefeitura Municipal.


A metodologia proposta para o NUPICS tem como base a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PNPIC), preconizada pelo Ministério da Saúde e visa atender às necessidades sociais de políticas públicas de saúde mais efetivas e com baixo custo, que incorporem práticas inovadoras e integradas. Destaca-se na modelagem proposta a organização do projeto com ênfase na importância da sistematização dos dados e informações gerados a partir dos atendimentos à população. O projeto tem ainda a iniciativa de incentivar a inserção de profissionais devidamente qualificados em suas áreas de atuação (no que tange as PICS) no SUS, objetivando a oferta de tratamento terapêutico seguro e eficaz ao usuário, produção de dados cientificamente relevantes e demonstração objetiva nos indicadores de saúde do município em que for implementado.


Os resultados efetivos já vigentes na modelagem implementada no município de Alto Paraíso de Goiás demonstram a alta capacidade de replicabilidade do projeto, tendo em vista a potencialidade de melhora efetiva na saúde pública do município que se proponha a implementar as PICS de forma coordenada na atenção primária.

Afinal, a aplicação de um modelo abrangente, direcionado, efetivo e de baixo custo que tem como base primordial um paradigma de saúde voltado aos processos de salutogênese e visão integral do indivíduo (abrangendo os aspectos biopsicossociais e espiritual) são essenciais para a promoção de saúde e prevenção de agravos.

8 visualizações